Robert Pirsig – Zen e a arte da manutenção de motocicletas.

“As leis da natureza, como os fantasmas, são invenções humanas. As leis da lógica, da matemática, como os fantasmas, também são invenções humanas. Tudo é uma invenção humana, inclusive a idéia de que elas não são invenções. O mundo não tem absolutamente nenhuma existência fora da imaginação do ser humano. Todo ele é um fantasma, e na Antiguidade era reconhecido como tal, todo este bendito mundo em que vivemos. É governando por fantasmas. Nós vemos o que vemos porque esses fantasmas nos mostram, os fantasmas de Moisés, do Cristo, do Buda, de Platão, de Descartes, de Rousseau, de Jefferson, de Lincoln, e assim por diante. Isaac Newton é um fantasma muito bom, um dos melhores. Seu bom senso não é outra coisa senão as vozes de milhares e milhares de fantasmas do passado. Fantasmas e mais fantasmas. Fantasmas que tentam encontrar um lugar entre os vivos.”

“ Todos esforço que tem como ponto final a autoglorificação está fadado ao desastre. Quando você tenta escalar uma montanha para provar o quanto é grande, quase nunca conseguirá chegar ao final. E, mesmo que consiga, sua vitória será oca. Para sustentar a vitória, terá de colocar-se á prova reiteradamente e de diversas maneiras, indefinidamente, para sempre obrigado a manter uma imagem falsa, assombrado pelo medo que alguém descubra que ela é uma mentira. Esse não é o caminho – nunca.”

“ Nenhuma geometria pode ser mais verdadeira do que outra; só pode ser mais convincente. O critério da geometria não é a verdade, são suas vantagens.”

“ A ansiedade é armadilha para o pique, e é, de certo modo, o oposto da armadilha do ego. Você tem tanta certeza de que vai fazer tudo errado que tem medo de fazer qualquer coisa. Muitas vezes é isso, e não a “ preguiça”, que o impede de começar a trabalhar. A ansiedade, uma armadilha que resulta do excesso de motivação, pode produzir todo tipo de erros devidos ao cuidado excessivo. Você conserta o que não precisa de conserto e sai em busca de males imaginários. Tira conclusões extravagantes e, por nervosismo, enche a máquina de problemas. Quando erros são cometidos, eles tendem a connfirmar o mau juízo que você fazia de si mesmo. Isso produz mais erros, que o levam a subestimar-se mais ainda, formando um ciclo vicioso.”

“ É o modo de viver que nos predispõe e evitar armadilhas e prestar atenção aos fatos corretos. Quer  saber como pintar um quadro perfeito? Fácil. Seja perfeito e pinte naturalmente. É assim que fazem todos os especialistas. Pintar um quadro ou consertar uma motocicleta não são atividades separadas do resto da existência. Se você é desleixado em seus pensamentos nos seis dias da semana em que não trabalha com a moto, que truques, que meios de evitar armadilhas podem torná-lo subitamente inteligente no sétimo dia? Todas essas coisas andam juntas.”

“Se essa pessoa tomar a tarefa tediosa que está destinada a fazer – e todas as tarefas, mais cedo ou mais tarde, tornam-se tediosas – e, só para se divertir, começar a procurar opções de qualidade e a realizar secretamente estas opções, por nenhum outro motivo, senão por elas mesmas, fazendo assim da sua atividade uma arte, essa pessoal provavelmente vai descobrir que se tornará um indivíduo muito mais interessante e será menos encarada como uma objeto pelos que a rodeiam, pois suas decisões de qualidade também operam mudanças sobre ela.”

Uma resposta para Robert Pirsig – Zen e a arte da manutenção de motocicletas.

  1. Dennis disse:

    Muito bom esse livro. Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: